SOBRE

     Aquilo que a maioria das pessoas conhece da política, que assistem nos programas eleitorais, nas TV legislativas, na imprensa e em coletivas, é apenas uma pequena parte deste universo.

      O termo política cunhado na Grécia antiga, no contexto de Aristóteles, era visto com otimismo, como a ciência do sumo bem, tendo como finalidade o bem humano. Para ele a política era uma atividade ética que tinha a função pedagógica de transformar os homens em cidadãos.

       A política, no sentido amplo da palavra, envolve o cidadão, não apenas quando ele vota, mas quando se expressa através da ação, e até pela omissão, nas pequenas coisas da relação cotidiana até as questões mais complexas.

       A partir de Nicolau Maquiavel (1513) e sua obra “O Príncipe”, a política passa a ser vista a partir de um contexto mais estratégico, racional de objetivos a serem conquistados.

    A política contemporânea, alimentada pela internet, faz com que cada curtida, comentário, ou postagem que fazemos em uma rede social, em um site ou blogue, seja um gesto político, que será utilizado pelos políticos e pelos interesses políticos, os ‘velhos’ “interésses” como dizia o saudoso Brizola.

       Portanto, a maior parte do ‘jogo’ político não se dá na superfície, mas sim no ‘subsolo’ dos acontecimentos visíveis, em incontáveis conversas, acordos, pactos, tratos, realizados das mais diversas formas, a ‘luz do dia’, por vezes acompanhados ou divulgados pela imprensa, ou na ‘escuridão’ das traições, puxadas de tapete, e manobras realizadas em encontros secretos e mensagens impublicáveis.

        Os movimentos políticos geralmente são pensados, calculados, premeditados, frutos de estratégias pré-elaboradas, comumente amparadas em estudos e pesquisas, sob a batuta de profissionais da área de comunicação e marketing. Para cada político que vemos ocupando uma função pública encontraremos inúmeros outros personagens que atuaram, das mais diversas formas, para que ele chegasse ao lugar onde está. Por isso, a política hoje, não pode ser pensada separada da idéia de poder.

      O universo da política é fascinante, muito embora algumas pessoas pensem o contrário, e até o considerem repugnante, mas, de toda a forma, ela mexe com as nossas vidas e desperta sentimentos ‘apaixonados’ nas pessoas.

         Glasnost nasceu da vontade de compartilhar algumas reflexões que ficam restritas ao cotidiano de amigos mais próximos que gostam de política. Falar sobre política, analisar, comentar, informar, são as intenções que motivaram sua criação.

      Em um tempo em que a internet torna-se um dos principais canais de difusão de informação política, torna-se relevante que sejam criados espaços onde se possa buscar conteúdo para reflexão.

     Glasnost pretende ser um espaço para a crônica, o comentário, a análise e a informação, e tudo mais que envolva o universo das relações políticas, com uma pitada de ousadia, de especulação, algum exercício de futurologia, uma dose de descontração e ironia, e muita interrogação.

          Embarque com a gente nesta viagem! 

  

          Seja Bem Vindo!!!

CONTATO
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

© 2020 by Serginho Neglia.

criado com Wix.com