• Glasnost

Quais as possibilidades do MDB repetir a bancada de 2016?

Atualizado: Nov 13

O MDB (Movimento Democrático Brasileiro) é o sucessor do antigo MDB partido que abrigou os oposicionistas ao regime militar durante o período da ditadura, e se denominava PMDB até 2017 quando o partido decidiu voltar a antiga denominação. Após a anistia foi o primeiro partido a ser criado no Brasil e atualmente é o maior partido do país em número de filiados segundo o TSE.


Uma curiosidade do MDB é que, no período recente do Brasil, três vice-presidentes do partido governaram o país, um pela morte do presidente (José Sarney que assumiu após a morte de Tancredo Neves, antes mesmo de tomar posse), e dois pelo Impeachment do titular (Itamar Franco vice de Fernando Collor e Michel Temer vice de Dilma Rousseff).


Em Porto Alegre, nas primeiras eleições após a ditadura em 1982 o PMDB lançou 63 candidatos a vereador, que juntos receberam a maior votação dentre as quatro legendas concorrentes (PDS, PDT,PMDB e PT) com 158.360 votos, elegendo, juntamente com o PDT, a maior bancada na câmara com 11 vereadores.


Em 1985 o PMDB disputa a primeira eleição a prefeitura com a candidatura de Carrion Júnior (PMDB) e José Fogaça (PMDB) ficando na segunda colocação na eleição vencida por Alceu Collares (PDT).


Em 1988 o PMDB disputou a prefeitura com Antônio Britto (PMDB) e Mercedes Rodrigues (PMDB), lançando 98 candidatos a câmara, elegendo cinco vereadores: Edi Morelli, Luiz Machado, Clóvis Brum, Airto Ferronato e Luiz Braz.


Em 1992 o partido disputou as eleições majoritárias com Cezar Schirmer (PMDB) e Mendes Ribeiro Filho (PMDB) que disputou o segundo turno com Tarso Genro (PT). Para a câmara lançou 63 candidatos, elegendo quatro vereadores, o gremista Geraldo Pereira de Matos Filho (Goleiro Mazaropi), o colorado Luiz Fernando Záchia, reelegendo Airto João Ferronato, e elegendo Clênia Maranhão.

Paulo Sant'Anna, Lauro Hagemann, Waldomiro Vaz Franco, André Forster, Jussara Cony, Ignácio Neis (Foto recente), Werner Becker, Luiz Braz e Gladis Mantelli, juntamente com Clóvis Brum (Não encontramos fotos) formaram a primeira e qualificada bancada do PMDB na câmara de Vereadores de Porto Alegre, eleita em 1982.

Em 1996 o PMDB teve o seu pior desempenho eleitoral em Porto Alegre, com a candidatura de Paulo Odone (PMDB) e Luís Roberto Ponte (PMDB) à prefeitura, para a câmara apresentou 29 nomes reelegendo apenas os vereadores Luiz Fernando Záchia e Clênia Maranhão.


Em 2000 o partido começa a se recuperar com a candidatura majoritária de Cézar Busatto (PMDB) e Iara Wortmann (PMDB), elegendo três vereadores, dentre os 46 candidatos apresentados, Záchia e Clênia novamente, e Sebastião Melo, que alcançava seu primeiro mandato após ficar na suplência por três eleições consecutivas.


Em 2004 o PMDB disputa as eleições majoritárias com Mendes Ribeiro Filho (PMDB) e Valter Nagelstein (PMDB), após uma crise em 2001 com a saída do partido do ex-governador Antônio Britto, que migrou para o PPS acompanhado de diversas lideranças do partido, como Clênia Maranhão, Cézar Busatto, Paulo Odone e José Fogaça que venceria as eleições municipais concorrendo pelo PPS. Mesmo assim o partido conseguiu eleger quatro vereadores, impulsionados pela candidatura de Ibsen Pinheiro, que retornava a política após sua injusta cassação no câmara federal, e que obteve a maior votação do município com 22.994 votos, elegendo ainda Sebastião Melo, Haroldo de Souza e Bernardino Vendruscolo.


Em 2008, após o retorno de José Fogaça ao PMDB, o partido lidera a coligação que o elegeu juntamente com José Fortunati (PDT) a prefeitura, e volta a crescer na câmara de vereadores reelegendo Sebastião Melo, Haroldo de Souza e Bernardino Vendruscolo, elegendo ainda Idenir João Cecchim e Carlos Alberto Oliveira Garcia, dentre os 41 candidatos apresentados.


Em 2012 seguindo o projeto de situação, o PMDB participa da coligação que elegeu José Fortunati (PDT) e Sebastião Melo (PMDB) no primeiro turno das eleições para a prefeitura, e elege quatro vereadores Valter Nagelstein, Idenir João Cecchim, Carlos Alberto Oliveira Garcia e Maria de Lourdes Sprenger.


Nas últimas eleições o PMDB encabeçou a disputa majoritária com Sebastião Melo (PMDB) e Juliana Brizola (PDT) representando a continuidade do projeto que administrava a cidade há 12 anos. Embora tenha perdido a eleição no segundo turno, o PMDB elegeu a maior bancada na câmara de vereadores com Valter Nagelstein, André Carús, Nádia Gerhard, Pablo Mendes Ribeiro e Idenir João Cecchim.


Nesta eleição o PMDB tenta recuperar a prefeitura com a candidatura de Sebastião Melo (PMDB) e Ricardo Gomes (Democratas), e após um período bem conturbado na câmara de vereadores, onde aconteceu a renúncia de André Carús e a saída de Valter Nagelstein para o PSD, e Nádia Gerhard e Pablo Mendes Ribeiro para o Democratas, o partido procura recuperar seu espaço no legislativo porto-alegrense lançando 50 candidatos.


Concorrem a reeleição os dois atuais representantes do partido na câmara, Idenir João Cecchim e Maria de Lourdes Sprenger, e dos 24 nomes da nominata de 2016 o filho de Sebastião Melo, Pablo Melo; o servidor público estadual Paulo Marques dos Reis; a protetora dos animais Lara Cristiana Medeiros da Silva; liderança comunitária do Campo Novo Cali Cristina Barbosa Nunes, formada em gestão pública e atuante na área do cooperativismo habitacional; e Antônio Carlos Moraes Duarte “Tino Moraes”; o partido recebe ainda o reforço do advogado, ex-secretário da Segurança Pública do Rio Grande do Sul e ex-prefeito de Santa Maria Cezar Schirmer.

Cezar Schirmer, Cali Cristina, Lourdes Sprenger, Paulo Marques, Lara Silva, Tino Moraes, Idenir Cecchim e Pablo Melo são o ponto de partida do MDB na busca para recuperar seu espaço na câmara.

A nominata do MDB conta ainda com o ex-vereador Alceu Oliveira Rosa “Alceu Brasinha” que em 2016 concorreu pelo PTB; o policial penal Ângelo Larger Carneiro, ex-superintendente da SUSEPE; o líder comunitário José Adair Silva Da Silveira “Café”; o

médico, especialista em saúde pública e gestão de saúde Cincinato Fernandes Neto “Coronel Doutor Cincinato” ginecologista e obstetra do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas, Tenente Coronel da RR Brigada Militar; a estudante de ciência política da UFRGS Dejalma Mateus Morandin; o engenheiro ambiental, ativista e mestre em planejamento urbano e regional John Fernando De Farias Wurdig, há 20 anos na área socioambiental; Gladis Terezinha Santos Dias; e a advogada, especializada em direito empresarial e negócios internacionais Fernanda Mendes Ribeiro, idealizadora do projeto Essência Feminina Empreendedorismo, integrante da Comissão da Mulher Advogada OABRS.

Fernanda Mendes Ribeiro, John Wurdig, Coronel Doutor Cincinato, Alceu Brasinha, Café, Ângelo Carneiro, Gládis Dias e Dejalma Morandi reforçam a nominata do MDB este ano.

A nominata do MDB não traz muitos nomes jovens, não se verá uma 'garotada' como em alguns dos outros partidos, porém, uma de suas apostas é na jovem Camila Xavier Mesquita Nunes, filha do jornalista e deputado federal Bibo Nunes, que o partido acredita seja capaz de transferir parte de sua popularidade, conquistada a partir da proximidade com Jair Bolsonaro, a filha; conta ainda com o advogado atuante na área imobiliária e trabalhista José Vendruscollo; a auxiliar administrativa Adriana da Rocha Leite com atuação na área Administrativa da Fundação Estadual de Produção e Pesquisa em Saúde(Fepps) e da casa civil do governo estadual; o servidor municipal Aldemir Fogaça Antunes “Fogacinha”; o empresário Cleison Lunardelli Sessegolo proprietário da Don Lunardelli; o coronel RR da Brigada Militar Oto Eduardo Rosa Amorim “Coronel Amorim”; a educadora Lenara Maia da Silva; e o treinador comportamental Leonardo Cravo Berlese “Leo Berlese”, coordenador do Conexão Alpha do RS.

José Vendruscollo, Léo Berlese, Cleison Lunardelli, Camila Nunes, Coronel Amorim, Adriana Leite, Fogacinha e Lenara Maia são esperanças de votos da nominata do MDB, provavelmente algum deles estará entre os eleitos.

Concorrem pelo MDB a professora e Policial Civil Luciane Manfro, que implantou as Cipaves no RS; o técnico contábil Leandro Gonçalves dos Santos Oliveira “Leandrão Rubilar” um dos fundadores do movimento URT União Rap da Restinga e ex-diretor organizacional voluntário Centro Infantil Renascer da Esperança; o motorista da Carris Leonardo Rosa conhecido por sua atuação no projeto “Territórios Negros, Afro-brasileiros em Porto Alegre”, operador de câmera na empresa no Ceic - Centro Integrado de Comando da Cidade de Porto Alegre; Lisiane Freitas; militante e articuladora de políticas inclusivas para as mulheres, comunidades vulneráveis, povo negro e diversidade Maria Odete Bento; estudante de direito Mateus Luan da Silva Magalhães, defensor dos animais, voluntário da ONG Patas Dadas, morador do extremo-sul de Porto Alegre (Lami); Luciano Fritsch Peixoto; e a empresária Mônica Rispoli especialista na área de gestão.

Luciane Manfro, Maria Odete, Mônica Rispoli, Lisiane Freitas, Mateus Magalhães, Luciano Peixoto, Leandrão Rubilar e Leonardo da Rosa, fortalecem a nominata emedebista

Gestor de recursos humanos, especialista em gestão de pessoas, Nelson Beron Carvalho Filho Ex. diretor-geral do trabalho, emprego e renda da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte (SMDSE), e diretor do SINE Municipal; Natachia Rodrigues Martins; aposentada Tânia Maria Ribeiro Machado; empreendedor, Nerci Hasse Ministro da Eucaristia na Paróquia Nossa Senhora da Paz; professor, historiador, educador social e líder comunitário Vitorino Baseggio; advogado Rodrigo Germano Ulzefer; funcionário público, líder comunitário Vilson Lopes da Silva Wilges; jornalista Vitor Bley de Moraes com passagens pelas rádios Guaíba e Gaúcha.

Rodrigo Ulzefer, Natachia Martins, Nelsinho Beron, Professor Vitorino, Vilson Wilges, Tânia Ribeiro, Nerci Hasse e Vitor Bley disputam uma das vagas do MDB na câmara de vereadores

Completam a nominata do MDB comerciante Sérgio Panasuk foi candidato pelo PROS em 2016; o administrador, advogado e perito judicial Rodrigo de Antoni Luzardo foi candidato a deputado estadual pelo partido Novo em 2018; o ator, compositor, carnavalesco, servidor público Paulo Renato das Neves Pereira “Super Tinga”, ativista social e cultural; o empresário Thiago de Quadros; o advogado trabalhista Thiago Rocha Moyses, defensor dos trabalhadores da área da saúde; o administrador e garçom Otalício Júnior da Rosa Nunes, presidente do MDB comunitário estadual; corretor e líder comunitário Alexsandro Orquiz Alves “Orquiz”; e o líder comunitário do bairro sarandi Luciano Nunes ”Suci do Nova Geração” fundador e presidente do Clube Nova Geração que promove inclusão social por meio da prática esportiva dentre outras atividades para crianças, adolescentes e comunidade.

Orquiz, Otalício Nunes, Rodrigo Luzardo, Super Tinga, Sérgio Panasuk, Thiago Moysés, Thiago Quadros, Suci do Nova Geração completam a competitiva nominata do MDB

Em 2016 o PMDB elegeu cinco vereadores, porém o partido lançou 24 candidatos na coligação proporcional com o PDT e PRB, essa coligação recebeu um total de 155.083 votos, foi a que mais votos recebeu, e elegeu 10 vereadores, três do PDT, dois do PRB e cinco do PMDB que foi o partido que mais recebeu votos, 86.490 votos no total. (73.397 nominais e 14.093 na legenda). O detalhe é que o partido não conseguiria eleger cinco vereadores com essa votação, para isso precisaria chegar a 100.000 votos ou mais. Este ano o partido lança mais que o dobro de candidatos, e na majoritária, embora não tenha o favoritismo da eleição passada, Sebastião Melo tem chances de chegar ao segundo turno, porém, se isso acontecer, dificilmente será com os mesmos 25,93% de 2016. Outro detalhe, é que os candidatos mais votados deixaram o partido, e somando todos os nomes que não concorrem pela sigla esse ano há uma perda de 53.655 votos.


Então, os candidatos do MDB deste ano terão uma grande tarefa pela frente a de compensar as ausências e ainda superá-las. A nominata é bastante diversificada e qualificada, porém, outro complicador que precisa ser levado em consideração, é que em 2016 o PMDB governava o município e o estado e possuía uma série de quadros políticos ocupando funções de destaque na administração pública. Assim, Glasnost acredita ser pouco provável que o partido consiga eleger cinco vereadores nesta eleição, porém, tem potencial para estar entre as maiores bancadas.


Lista dos candidatos do MDB com os respectivos números conforme registro no TRE


ADRIANA LEITE - ADRIANA DA ROCHA LEITE - 15400

ALCEU BRASINHA - ALCEU OLIVEIRA ROSA - 15118

ALDEMIR FOGAÇA FOGACINHA - ALDEMIR FOGAÇA ANTUNES - 15910

ANGELO CARNEIRO - ANGELO LARGER CARNEIRO - 15150

CAFÉ - JOSÉ ADAIR SILVA DA SILVEIRA - 15615

CALI CRISTINA - CALI CRISTINA BARBOSA NUNES - 15369

CAMILA NUNES - CAMILA XAVIER MESQUITA NUNES - 15038

CARLA REJANE - CARLA REJANE PEREIRA GONÇALVES - 15350

CEZAR SCHIRMER - CEZAR AUGUSTO SCHIRMER - 15200

CLEISON LUNARDELLI SESSEGOLO - CLEISON LUNARDELLI SESSEGOLO - 15001

CORONEL AMORIM - OTO EDUARDO ROSA AMORIM - 15190

CORONEL DOUTOR CINCINATO - CINCINATO FERNANDES NETO - 15144

DEJALMA MORANDIN - DEJALMA MATEUS MORANDIN - 15008

FERNANDA MENDES RIBEIRO - FERNANDA LIMA NUNEZ MENDES RIBEIRO - 15100

GLADIS DIAS - GLADIS TEREZINHA SANTOS DIAS - 15345

IDENIR CECCHIM - IDENIR JOÃO CECCHIM - 15500

JOHN WURDIG - JOHN FERNANDO DE FARIAS WURDIG - 15007

JOSÉ VENDRUSCOLLO - JOSÉ VENDRUSCOLLO - 15678

LARA SILVA - LARA CRISTIANA MEDEIROS DA SILVA - 15272

LEANDRÃO RUBILAR - LEANDRO GONÇALVES DOS SANTOS OLIVEIRA - 15312

LENARA MAIA - LENARA MAIA DA SILVA - 15373

LEO BERLESE - LEONARDO CRAVO BERLESE - 15000

LEONARDO ROSA - LEONARDO ROSA - 15242

LISIANE FREITAS - LISIANE FREITAS DA SILVA - 15188

LOURDES SPRENGER - MARIA DE LOURDES DOS SANTOS SPRENGER - 15800

LUCIANE MANFRO - LUCIANE MANFRO - 15555

LUCIANO PEIXOTO - LUCIANO FRITSCH PEIXOTO - 15515

MÁRCIO CARDOSO - MÁRCIO ALEX MARQUES CARDOSO - 15199

MARIA ODETE - MARIA ODETE BENTO - 15300

MATEUS MAGALHÃES - MATEUS LUAN DA SILVA MAGALHÃES - 15267

MÔNICA RISPOLI - MÔNICA FABIANA SOARES RISPOLI - 15333

NATACHIA - NATACHIA RODRIGUES MARTINS - 15022

NELSON BERON - NELSON BERON CARVALHO FILHO - 15234

NERCI HASSE - NERCI HASSE - 15020

ORQUIZ - ALEXSANDRO ORQUIZ ALVES - 15177

OTALÍCIO NUNES - OTALÍCIO JÚNIOR DA ROSA NUNES - 15015

PABLO MELO - PABLO SEBASTIAN ANDRADE MELO - 15686

PAULO MARQUES - PAULO MARQUES DOS REIS - 15915

PROFESSOR VITORINO - VITORINO BASEGGIO - 15222

RODRIGO GERMANO ULZEFER - RODRIGO GERMANO ULZEFER - 15999

RODRIGO LUZARDO - RODRIGO DE ANTONI LUZARDO - 15003

SÉRGIO PANASUK - SÉRGIO PANASUK - 15151

SUCI DO NOVA GERAÇÃO - LUCIANO NUNES - 15715

SUPER TINGA - PAULO RENATO DAS NEVES PEREIRA - 15006

TÂNIA MACHADO - TÂNIA MARIA RIBEIRO MACHADO - 15073

THIAGO DE QUADROS - THIAGO DE QUADROS - 15888

THIAGO ROCHA MOYSES THIAGO ROCHA MOYSES - 15140

TINO MORAES - ANTONIO CARLOS MORAES DUARTE - 15128

VILSON WILGES - VILSON LOPES DA SILVA WILGES - 15123

VITOR BLEY - VITOR BLEY DE MORAES - 15111


  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

© 2020 by Serginho Neglia.

criado com Wix.com