• Glasnost

Será que o PSOL confirmará seu crescimento em Porto Alegre?

A história do PSOL - Partido Socialismo e Liberdade inicia em 2003, quando João Fontes, João Batista Babá e Luciana Genro, na Câmara do Deputados, e Heloísa Helena no Senado, votaram contra a orientação do Partido dos Trabalhadores (PT), partido a qual eram filiados, na reforma da previdência; era o primeiro ano do governo Lula e como punição o PT expulsou os quatro parlamentares.

Em Junho de 2004 o Correio do Povo noticiou a criação do PSOL

A partir deste grupo iniciou-se a criação do partido, que obteve registro definitivo em setembro de 2005, e em 2006 disputou a primeira eleição no Rio Grande do Sul, elegendo Luciana Genro deputada federal com 185.071 votos, 66.924 em Porto Alegre, nesta eleição o partido não elegeu deputado estadual, Pedro Ruas foi o candidato mais votado da sigla mas a legenda não fez votos suficientes para conquistar uma vaga.

Em 2008 a imprensa destacou a eleição dos primeiros vereadores do PSOL

Em 2008 o PSOL disputou suas primeiras eleições em Porto Alegre. A estratégia usada pelo partido foi lançar Luciana Genro candidata a Prefeita e 39 candidatos a vereador, que juntos somaram 28.652 votos, a legenda fez 13.759 votos, o que proporcionou ao partido eleger dois vereadores: Pedro Ruas com 13.569 votos, o segundo mais votado entre os vereadores e Fernanda Melchionna com 2.984 votos.


Em 2012, após o baque do partido não ter conseguido reeleger Luciana Genro a câmara federal e também ninguém para a Assembleia em 2010, o PSOL lançou Roberto Robaina a prefeitura e 42 candidatos à câmara, o partido até tentou incluir Luciana Genro na chapa proporcional, porém sua candidatura foi impugnada por ser filha do então governador do estado Tarso Genro, o que era vedado pela legislação; a nominata alcançou 36.388 votos, e a legenda somou mais 10.415, que proporcionou a reeleição de seus dois vereadores, Pedro Ruas, como o mais votado da cidade com 14.610 votos, e Fernanda Melchionna com 7.214, mais que o dobro dos votos conquistados na eleição anterior.


Nas eleições de 2016 o PSOL chega fortalecido, e a candidatura de Luciana Genro, que havia sido candidata a presidência da república em 2014, chegou a aparecer nas pesquisas de opinião como favorita a vencer as eleições em Porto Alegre, porém, acabou em quinto lugar, mas, o partido, que lançou 46 candidatos a câmara municipal, desta vez sem Pedro Ruas que havia sido eleito o primeiro deputado estadual do PSOL no Rio Grande do Sul em 2014, elegeu três vereadores, fazendo, pela segunda eleição consecutiva, o mais votado na cidade, neste caso a mais votada, Fernanda Melchionna com 14.630 votos, elegendo ainda Roberto Robaina com 8.354 votos e o Professor Alex Fraga com 3.710 votos.


Atualmente a bancada do PSOL na Câmara de Vereadores de Porto Alegre é formada por Roberto Robaina, Professor Alex Fraga e Karen Santos, que assumiu o mandato após Fernanda Melchionna ter sido eleita deputada federal nas eleições de 2018. Juntos fizeram 14.706 votos em 2016 e este ano concorrem a reeleição.

Professor Alex Fraga, Karen Santos e Roberto Robaina compõem a atual bancada do PSOL na Câmara de Vereadores de Porto Alegre

As eleições deste ano são importantes para o PSOL, pois, o partido precisa consolidar o seu crescimento em Porto Alegre, e com ele o crescimento como partido no estado, pois, desde sua criação, há um rodízio entre suas tradicionais lideranças, e as principais candidaturas acabavam restritas aos nomes de Luciana Genro, Roberto Robaina, Pedro Ruas e Fernanda Melchionna.

Pedro Ruas é um reforço do PSOL no objetivo de ampliar a bancada na câmara

Em Porto Alegre o partido busca manter e ampliar sua bancada na câmara, para isso precisa, além de ter um desempenho mais equilibrado na nominata de vereadores, fortalecer o voto na legenda através da candidatura de Fernanda Melchionna e Márcio Chagas a prefeitura, para evitar o que aconteceu nas eleições de 2018 quando o partido não conseguiu votos suficientes para eleger Luciana Genro e Pedro Ruas, mesmo que os dois tenham feito a sexta e a décima segunda maior votação para a Assembleia Legislativa, e Pedro Ruas acabou não se reelegendo mesmo tendo recebido 53.380 mil votos, 26.936 deles em Porto Alegre. Este ano Ruas reforça a nominata do PSOL a vereança, concorrendo a uma cadeira que já ocupou por cinco vezes, três pelo PDT e duas pelo PSOL.


Além dos três vereadores, da nominata de 2016 concorrem novamente pelo PSOL, Ana Paula Sander, que atua em ações solidárias voltadas à comunidade Trans e Travesti de Porto Alegre; a socióloga e ativista da causa animal, fundadora do núcleo Ecoanimalista do PSOL/RS, Eliane Carmanim Lima; o artista de rua, formado em artes cênicas pela UFRGS, Hamilton Leite, do grupo de teatro Oigalê; Ernani Florio Marchioretto “NANI DO TUTTI” do restaurante Tutti Giorni Bar, ponto de encontro de cartunistas e jornalistas, na escadaria da Borges; Rudi Caldeira, servidor do Grupo Hospitalar Conceição. O partido recebe ainda o reforço de Adriana Collares, analista de gestão pública na Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, filha do ex-governador e ex-prefeito de Porto Alegre, Alceu Collares, que em 2016 foi candidata pelo PDT.

Nani do Tutti, Rudi Caldeira, Eliana Carmanim, Hamilton Leite, Ana Paula Sander e Adriana Collares, disputaram as eleições de 2016 e colocam, novamente, os seus nomes a disposição do eleitor porto-alegrense

O PSOL também terá três candidaturas coletivas, uma encabeçada pela presidente da Associação de Moradores Vida Nova, Jaqueline de Castro “Jaque da Tinga” que representa o coletivo Mulheres de Luta, formado ainda por Clarice Silva, Rosane Pereira, Zoé Braz e Kathielly Pereira; outra encabeçada pela trabalhadora da UFRGS e coordenadora da ASSUFRGS/Sindicato, Tamyres Filgueira “Tamy”, uma das sete mulheres que integram o Nós Mandato Coletivo, que é formado ainda por Berna Menezes, Neiva Lazzarotto, Simone Flores, Laís Camisolão, Adriana Cunha e Victória Miranda; e a terceira encabeçada pelo teólogo e mestrando em Educação Tiago Fermino dos Santos e composta ainda por Cesar Souza, psicólogo clínico; Bianca Ramires, professora e doutoranda; e Marcos Kaingang, indígena e estudante da UFRGS, integrantes do Coletivo Abrigo, pastoral de meio ambiente, direitos humanos, educação e assistência social.

As candidaturas coletivas são uma novidade que está chegando com força nas eleições deste ano em Porto Alegre

Com fortes ligações com os movimentos sociais e de juventude, a nominata do PSOL traz nomes como o historiador Matheus Pereira Gomes, que ficou conhecido por ser um dos líderes do Bloco de Lutas, ativista do movimento pelo passe livre e das jornadas de junho em Porto Alegre, no ano de 2013, e foi candidato a deputado estadual em 2018 quando recebeu 7.453 votos, 4.853 deles em Porto Alegre; o educador social Adriano Rodrigues da Silva “DANO D'RUA” ativista do movimento hip hop; a estudante de Direito da UFRGS, moradora da Vila Mariante localizada no bairro Belém Velho, Fran Rodrigues, membro do movimento Juntos Negras e Negros; a trabalhadora, estudante da UFRGS, Valéria Muller, candidata do MRT - Movimento Revolucionário de Trabalhadores em filiação democrática no PSOL; a socióloga, presidenta da Associação Mães e Pais pela Democracia, Aline Kerber, ativista das áreas da educação e segurança pública, diretora executiva do Instituto Fidedigna; a proprietária do IN Sônia Bar, localizado na cidade baixa, Sônia do In Sônia Bar; o historiador, produtor cultural, Daniel Bender, ex-diretor da Lei de Incentivo à Cultura do RS; e a estudante de gestão pública, Natasha Ferreira, mulher travesti, ativista dos direitos LGBTI;

Fran Rodrigues, Valéria Muller, Natasha Ferreira, Matheus Gomes, Dano D'Rua, Daniele Bender, Aline Kerber e Sônia do In Sônia, representam a diversidade da nominata do PSOL

Completam a nominata do PSOL, o funcionário do DMLU há 30 anos, Vilmar Francisco da Silva “Vilmar o Gari”; os defensores dos direitos dos animais Carlos Bitencourt, criador do projeto o PAS – Proteger, Amar e Sensibilizar, e Lúcia Helena da Luz, funcionária pública da saúde; o advogado, mestrando em direito público João Hermínio; o professor Rodrigo Dias, vice-presidente da Federação Gaúcha de Futebol 7; os servidores da Cia. Carris, Maximiliano Fromming da Rocha “Maxx Rodoviário”, e Marcilon Albuquerque Rios, “Silon Lavador”; o policial reformado do 1º BPM de Porto Alegre, José Carlos de Almeida “Zeca do Araguaia”; e Pai Wilson de Oxalá.

Silon Lavador, Vilmar o Gari, Professor Rodrigo Dias, João Hermínio, Lúcia Helena da Luz, Maxx Rodoviário, Zéca do Araguaia, Carlos Bitencourt e Wilson do Oxalá, reforçam a nominata do PSOL

Quando analisarmos as possibilidades do PSOL, para além das eleições municipais anteriores, usamos as últimas eleições estaduais de 2018, onde o partido teve excelente desempenho nas proporcionais em Porto Alegre, recebendo 66.860 votos nominais na eleição para a Assembleia Legislativa, destes, 30.560 concedidos a Luciana Genro, candidata a deputada estadual mais votada em Porto Alegre, e 26.936 votos a Pedro Ruas, o quarto candidato mais votado na cidade, o terceiro a receber mais votos foi Matheus Gomes com 4.853 votos, e a legenda recebeu 3.504 votos.


Para a Câmara dos Deputados o desempenho foi ainda melhor, o partido recebeu 76.408 votos nominais e 2.442 na legenda, sendo que 55.692 foram para Fernanda Melchionna, 8.718 para Karen Santos e 3.632 para Alex Fraga.


Esse desempenho corrobora o que o partido teve nas eleições municipais de 2016 em Porto Alegre, quando recebeu 51.429 votos nominais, e 8.049 votos na legenda, demonstrando que o partido tem em torno de 60 a 70 mil eleitores que costumam escolher um candidato do PSOL nas eleições proporcionais, e que conduzem seus votos para as principais lideranças do partido, assim, quando a candidata é Luciana Genro, os votos se concentram nela, quando é Pedro Ruas, Fernanda Melchionna ou Roberto Robaina, acontece a mesma coisa, desta forma o partido vai mantendo seu eleitorado e ampliando à medida que outras lideranças surgem, como os atuais vereadores Karen Santos e Alex Fraga.


Os números e as tendências são bem favoráveis ao PSOL, pois este ano, vem com uma nominata mais equilibrada, com candidaturas capazes de aumentar a média de votos por candidato, e o partido tem feito a sua parte para que isso aconteça, pois, do que acompanhamos até agora, percebemos uma boa organização. Já na primeira semana de campanha os candidatos receberam kit de material personalizado para iniciarem sua busca de votos, o site www.fernanda50.com.br está no ar com informações da campanha e a nominata proporcional, demonstrando que o partido aproveitou o tempo para se preparar. Portanto, Glasnost acredita que o PSOL tem condições de manter sua bancada de três vereadores e ainda ampliá-la em um ou até dois vereadores, dependendo do desempenho de Fernanda Melchionna e dos reflexos da pandemia no eleitorado.


Glasnost seguirá acompanhando as movimentações do PSOL após a homologação das candidaturas e a campanha eleitoral. Acompanhe, e se gostar, curta, comente e compartilhe!


Lista dos candidatos do PSOL com os respectivos números conforme registro no TRE


ADRIANA COLLARES - ADRIANA MEDEIROS COLLARES - 50012

ALINE KERBER - ALINE DE OLIVEIRA KERBER - 50020

ANA PAULA SANDER - ANA PAULA SANDER FICK - 50505

CARLOS BITENCOURT - CARLOS ALEXSANDRO BITENCOURT DA SILVA - 50889

DANIEL BENDER - DANIEL BENDER LUDWIG - 50007

DANO D'RUA - ADRIANO RODRIGUES DA SILVA - 50345

ELIANE CARMANIM LIMA - ELIANE CARMANIM LIMA - 50057

FRAN RODRIGUES - FRANCIÉLE RODRIGUES DA SILVA - 50180

HAMILTON LEITE - HAMILTON GARCIA LEITE - 50777

JAQUE DA TINGA - JAQUELINE DE CASTRO - 50550

JOAO HERMINIO - JOAO HERMINIO MARQUES DE CARVALHO E SILVA - 50088

KAREN SANTOS - KAREN MORAIS DOS SANTOS - 50555

LUCIA HELENA DA LUZ - LÚCIA HELENA DA LUZ - 50111

MANDATO COLETIVO TIAGO SANTOS - TIAGO FERMINO DOS SANTOS - 50001

MATHEUS GOMES - MATHEUS PEREIRA GOMES - 50123

MAXX RODOVIARIO - MAXIMILIANO FROMMING DA ROCHA - 50300

NANI DO TUTTI - ERNANI FLORIO MARCHIORETTO - 50199

NATASHA FERREIRA - ANDERSON NARCISO FERREIRA - 50050

PAI WILSON DE OXALÁ - WILSON LUIZ SCHMITZ DE ALMEIDA - 50789

PEDRO RUAS - PEDRO LUIZ FAGUNDES RUAS - 50500

PROF ALEX FRAGA - ALEXSANDER FRAGA DA SILVA - 50005

PROF RODRIGO DIAS - RODRIGO DIAS PEREIRA - 50950

ROBERTO ROBAINA - CARLOS ROBERTO DE SOUZA ROBAINA - 50000

RUDI CALDEIRA - RUDIARMIM STRANBUSKI CALDEIRA - 50888

SILON LAVADOR - MARCILON ALBUQUERQUE RIOS - 50070

SÔNIA DO IN SÔNIA BAR - SONIA MARIA FERREIRA BASTOS - 50069

TAMYRES NÓS MANDATO COLETIVO - TAMYRES FRANCIS CARVALHO FILGUEIRA - 50200

VALÉRIA MULLER - VALERIA BEATRIZ MULLER ROCHA - 50400

VILMAR O GARI - VILMAR FRANCISCO DA SILVA - 50010

ZECA DO ARAGUAIA - JOSE CARLOS SILVA DE ALMEIDA - 50246

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

© 2020 by Serginho Neglia.

criado com Wix.com