• Glasnost

Será que o PCdoB terá representação na próxima legislatura?

O Partido Comunista do Brasil - PCdoB, reivindica para si a sucessão do Partido Comunista do Brasil criado em 1922 o “partidão”, e se assim o for, é o partido mais antigo do país. Essa divergência se dá porque o primeiro partido comunista foi criado no Brasil em 1922, inicialmente se denominava Partido Comunista do Brasil, porém, em 1961 mudou de nome para Partido Comunista Brasileiro (PCB), assim, o PCB seria o sucessor, porém, em 1962 um grupo dissidente liderado por João Amazonas, Maurício Gabrois e Pedro Pomar, que discordavam dos rumos do PCB, fundam o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), assim, poderemos encontrar relatos de que o PCdoB foi fundado em 1922 e outros que foi em 1962.


Dúvidas a parte, após o regime militar, o partido obteve seu registro no TSE em 1988, quando disputou suas primeiras eleições em Porto Alegre, e viveu uma história até hoje lembrada por aqueles que participaram destas eleições. O PCdoB, na época, com o número 24, concorreu a prefeitura com Raul Carrion e José Loguercio, que receberam parcos 2.671 votos; para a câmara de vereadores lançou 13 candidatos que juntos somaram 10.841 votos (a legenda somou mais 1.297 votos), entre eles Jussara Cony que recebeu 9.947 votos, sagrando-se a mais votada da cidade, porém, o partido não alcançou o quociente eleitoral, que em 1988 era de 20.652 votos, e assim o partido não conquistou uma cadeira no parlamento porto-alegrense. Após a apuração das eleições os jornais noticiavam: “Jussara Cony ganha mas não leva”. Nas eleições de1990 o PCdoB participa da coligação que venceu as eleições estaduais, elegendo Alceu Collares (PDT) ao governo, então, Jussara Cony é eleita deputada estadual com 32.136 votos, a quarta maior votação entre todos os deputados eleitos.

Jussara Cony, a aguerrida militante do PCdoB, viveu um momento histórico em 1988, até hoje lembrado por muitos.

Em 1992 o PCdoB apoiou a candidatura de Cezar Schirmer (PMDB) e Mendes Ribeiro Filho (PMDB) que disputou o segundo turno e, impulsionados pela liderança de Jussara Cony, lançou 13 candidatos a vereador coligados com o PMDB, e elegeu a então militante da UJS e estudante de pedagogia da UFRGS Maria do Rosário, com 25 anos, a mais votada da coligação com 7.555 votos, a quarta maior votação entre os eleitos, e Raul Carrion ficou na primeira suplência por uma diferença de 152 votos para Clênia Maranhão. Porém, um ano após assumir o mandato, Rosário trocou o PCdoB pelo PT, gerando grande indignação nos militantes do partido.


Em 1996, após ser reeleita para a assembleia, Jussara Cony concorreu a vice-prefeita na chapa encabeçada por Vieira da Cunha (PDT), porém o PCdoB vivia dificuldades após a saída de Maria do Rosário que ficou com o mandato conquistado pelo partido, então lançou apenas dois candidatos a vereador, David Fialkow e Leia Mara Ortiz, não elegendo representante na câmara.


Em 2000, o PCdoB começa sua reconstrução em Porto Alegre, Participa da chapa da Frente Popular encabeçada por Tarso Genro (PT) e João Verle (PT) e na proporcional lança a candidatura única de Raul Carrion na coligação composta por PT/PCB/PSB/PCdoB, que elegeu 12 vereadores, Raul Carrion como o quarto mais votado da coligação o oitavo da cidade com 8.508 votos.


Em 2004 o PCdoB, novamente na Frente Popular, com a chapa majoritária composta por Raul Pont (PT) e Maria do Rosário (PT), derrotada no segundo turno por José Fogaça (PPS) e Eliseu Santos (PTB), elege Raul Carrion e Manuela D’Ávila, mais uma aposta oriunda da UJS, como quarto e oitava mais votados da cidade com 11.651 e 9.498 votos, respectivamente. Nascia aí a comunista mais pop do partido, que viria a se tornar um grande fenômeno de votos.

Manuela D'Ávila, e suas impressionantes votações, faz parte de uma tradição do PCdoB do Rio Grande do Sul, iniciada pela ícone Jussara Cony, de ter mulheres como protagonistas da representação parlamentar do partido. (Reproduções do Jornal Correio do Povo)

Dois anos depois, nas eleições de 2006, Jussara Cony concorre ao governo do estado como vice de Olívio Dutra, e Manuela D'Ávila é eleita a primeira deputada federal do PCdoB no Rio Grande do Sul com 271.939 votos, a mais votada entre todos os candidatos (o que veio a se repetir em 2010 quando recebeu incríveis 482.590 votos) e Raul Carrion, deputado estadual, então entre 2007 e 2008 o PCdoB fica sem representação na câmara por um bom motivo, a eleição de seus dois vereadores.


Em 2008 o PCdoB lança Manuela D’Avila como candidata a Prefeitura em uma coligação formada por PCdoB/PPS/PR/PTdoB/PMN/PSB/PTN tendo Berfran Rosado (PPS) como candidato a vice. Nas eleições para a câmara de vereadores o PCdoB lança 24 candidatos na coligação formada por PR/PCdoB/PTdoB/PMN/PPS que elegeu três vereadores todos do PPS e o PCdoB ficou sem representação.


Em 2012 nova candidatura de Manuela D’Avila a prefeitura, em uma coligação formada por PCdoB, PSD, PSB, PSC, PHS tendo Nelcir Tessaro (PSD) como candidato a vice, ficando na segunda colocação na eleição vencida por José Fortunati (PDT) no primeiro turno; na eleição para a câmara lançou 56 candidatos elegendo João Derly e Jussara Cony, com 14.038 e 5.686 votos respectivamente.

Posse de Jussara Cony na Câmara de Vereadores em 2013. Após ficar sem representação por quatro anos o partido volta a casa representado por João Derly e Jussara, porém, em 2016 o PCdoB não elegeu vereador(a), assim, a próxima posse do partido só em 2021.

Nas últimas eleições em 2016, o PCdoB decidiu por não lançar novamente Manuela, e indicou Silvana Conti para compor a chapa encabeçada por Raul Pont (PT) como candidata a vice. Para a câmara o partido lançou 22 candidatos porém não conseguiu eleger nenhum vereador, e por isso, atualmente, está sem representação na câmara de vereadores de Porto Alegre


2020 é um recomeço para o PCdoB, porém, o partido se preparou para essa disputa com a candidatura de Manuela D'Ávila a Prefeitura, desta vez contando com o apoio do PT que, apesar do momento difícil que vive, mais fortalece do que enfraquece sua candidatura, já que nas eleições que disputou sem o apoio do PT Manuela alcançou 15.35% e 17,76% dos votos respectivamente, e o PT no seu pior resultado recebeu cerca de 10% dos votos, portanto, a soma dos eleitores fiéis dos dois partidos podem ser decisivos para colocar Manuela no segundo turno, e com isso um bom desempenho na legenda, que recebeu mais de 10 mil votos nas duas vezes em que o partido teve candidatura própria à prefeitura.


Nestas eleições a nominata do PCdoB vem bem renovada e fortalecida; dos candidatos que concorreram em 2016 apenas o líder comunitário José Antônio da Silva Bitencourt “Chimia Bitencourt” e a também líder comunitária da zona norte Sueli Marilene Dihel Ermel estão na atual nominata de 37 candidatos.


Sem contar com Jussara Cony, a aposta do partido para 'puxar' a votação é Abigail Pereira que nas eleições de 2018 foi candidata ao senado e recebeu 970.286 votos,158.140 deles em Porto Alegre. O PCdoB que na maior parte de sua história teve mulheres a frente de sua representação, conta ainda com a líder comunitária da vila cruzeiro Bruna Rodrigues que concorreu a deputada estadual e recebeu 12.985 votos, 9.790 em Porto Alegre; a sanitarista e educadora social, Daiana Santos, idealizadora e coordenadora do Fundo das Mulheres POA; a ativista pela causa animal Cassielli Portal, idealizadora da Cassi Pets; a estudante e pesquisadora na UFRGS, Paxuca Sanchez; e a estudante Vitória Cabreira, Presidente da UMESPA (União Metropolitana dos Estudantes de Porto Alegre).

Bruna Rodrigues, Daiana Santos, Abigail Pereira, Vitória Cabreira, Paxuca Sanchez e Cassielli Portal, são algumas das candidatas mulheres que pretendem ocupar a cadeira na Câmara de Vereadores de Porto Alegre, que já foi ocupada por Jussara Cony, Maria do Rosário e Manuela D'Ávila.

O PCdoB apresenta também três candidaturas coletivas que chegaram com tudo nesta eleição, principalmente nas siglas de esquerda.


CUCA CONGO, coletivo de mulheres negras, professoras, municipárias e mães, representadas por Luciane Pereira da Silva “Luciane Congo”, e formado ainda por Carolina Chagas, Estela Benevenuto e Carmem Jecy;

ROBERTO BANCADA ATIVISTA, coletivo da Parada de luta LGBTI de Porto Alegre, representados pelo apresentador da parada, Roberto Seitenfus, coordenador do grupo desobedeça LGBT, e composto ainda por Ester Diamonds, MC Lary, Biel Quadradinho e Maria Regina Pouzer;

GIOVANI E MOVIMENTO COLETIVO, coletivo de jovens representados pelo estudante de ciências sociais Giovani Culau Oliveira, presidente da UJS - União da Juventude Socialista no Rio Grande do Sul, formado ainda por Gerusa Pena, Tássia Amorim, Fabíola Loguercio, Gabriela Silveira, Vivian Ayres, Airton Silva, Paolla Borges e Alessandro Varela, o grupo utiliza o número 65656, que ficou conhecido pela candidatura de Manuela D’Ávila em 2004.

As candidaturas coletivas do PCdoB são representativas de três grupos importantes, o das mulheres negras, mães e professoras, o dos jovens, e da comunidade LGBTI

O PCdoB traz também um velho conhecido da política porto-alegrense em sua nominata, Hélio Corbellini, que aos 78 anos surpreende a todos com sua disposição e vitalidade para disputar uma eleição, com o objetivo de ocupar novamente uma cadeira na câmara de vereadores; Corbellini foi secretário do município na administração de Olívio Dutra e vereador na década de 90, depois de um longo período afastado das urnas, disponibiliza seu nome à escolha do povo.


Com fortes laços com os movimentos sociais a nominata traz ainda os nomes de Christian Ozorio Kloppemburg, advogado público, com trajetória de militância na UMESPA, UGES, UBES, UNE, UAMPA, com passagens pela FASC, DEMHAB e SMOV, e atualmente atuando na área de meio ambiente; o jovem líder comunitário do Parque do Maias Erick Dênil, ex-presidente da UMESPA; o administrador, produtor cultural e ativista social Jean Andrade, fundador da Alvo Cultural e ex-presidente da Federação Gaúcha de Skate (FGSKT); o artesão, expositor no Brique da Redenção, Marco Antônio Darkiewicz, diretor da Contraponto - Associação de Produtores da Economia Solidária, e da Associarte; e o músico, DJ e chef de cozinha, Júlio Ritta, idealizador do coletivo Cozinheiros do Bem - Food Fighters, que serve refeições para moradores de rua.

Christian Kloppemburg, Hélio Corbelini, Júlio Ritta, Erick Dênil, Jean Andrade e Marco Antônio, fortalecem a nominata do PCdoB a partir de suas trajetórias sociais.

A nominata do PCdoB conta ainda com a cantora Giovana Pytton, mulher trans, ativista da causa LGBTQI+, microempreendedora e ialorixá; o municipário José Francisco Espírito Santo, servidor da Guarda Municipal de Porto Alegre; a cobradora da Carris Rosangela Machado “Rô do T Seis”; o turismólogo Moreno Brasil, consultor em captação de recursos e execução de projetos, conselheiro estadual de cultura; o servidor federal do TRT 4, Ramiro Lopez, militante e dirigente sindical; e o servidor público da secretaria estadual de saúde Nelcir Andre Varnier;

Espírito Santo, Giovana Pytton, Moreno Brasil, Nelcir Varnier, Ramiro Lopez e Rô do T Seis, compõem a nominata do PCdoB

Completam a nominata os professores Flávio Müller Guerreiro, ex-diretor da Escola Municipal Liberato Salzano Vieira da Cunha e Ricardo Vieira, que ajudou a fundar o grupo A Fome Tem Pressa, que atua em Porto Alegre desde 2018, distribuindo comida aos moradores de rua, cestas básicas e arrecadando roupas para as famílias carentes; o bancário Rodrigo Hehns, graduado em ciências atuariais pela UFRGS e especializado administração pública e gerência de cidades; o líder comunitário da zona norte, Cândido Acosta, comerciante, ex-conselheiro tutelar; Nilo Martins; o servidor público e administrador Paulo Henrique; o comerciante Helinho Grigolo, ex-atleta de futebol; a líder comunitária Maria Inês Rodrigues; o comerciante e artista gráfico Guilherme Moojen; e o bancário Marcus Vinícius Vianna.

Flávio Guerreiro, Cândido Acosta, Ricardo Vieira, Maria Inês, Rorigo Hehns, Guilherme Moojen, Marcus Viann e Chimia Bitencourt, são alguns nomes que reforçam a nominata do PCdoB

Não é necessário que se tenha uma bola de cristal para crer que o PCdoB voltará a ter representação na câmara de vereadores de Porto Alegre na próxima legislatura, e Glasnost ousa afirmar que o partido voltará a ter uma bancada, o que resta saber se será de um ou mais vereadores, e não seria exagerado se forem pelo menos dois.


Glasnost seguirá acompanhando as movimentações do PCdoB após a homologação das candidaturas e a campanha eleitoral. Acompanhe, e se gostar, curta, comente e compartilhe!


Lista dos candidatos do PCdoB com os respectivos números conforme registro no TRE


ABIGAIL PEREIRA - DILCE ABGAIL RODRIGUES PEREIRA - 65123

ADILSON ALVES - ADILSON RODRIGUES ALVES - 65777

BRUNA RODRIGUES - BRUNA LIEGE DA SILVA RODRIGUES - 65651

CANDIDO ACOSTA - CANDIDO IVAN RIBEIRO ACOSTA - 65010

CASSIELLI PORTAL - CASSIELLI PORTAL DE OLIVEIRA - 65184

CHIMIA BITENCOURT - JOSE ANTONIO DA SILVA BITENCOURT - 65666

CHRISTIAN DO MEIO AMBIENTE - CHRISTIAN OZORIO KLOPPEMBURG - 65888

CUCA CONGO - LUCIANE PEREIRA DA SILVA - 65165

DAIANA SANTOS - DAIANA SILVA DOS SANTOS - 65020

ELISÂNGELA RIGER - ELISÂNGELA JARDIM RIGER - 65333

ERICK DÊNIL - ERICK DÊNIL MACHADO PIMENTEL - 65444

ESPIRITO SANTO - JOSE FRANCISCO ESPIRITO SANTO - 65100

GIOVANA PYTTON - GIOVANA BECKER MORAIS - 65865

GIOVANI E MOVIMENTO COLETIVO - GIOVANI CULAU OLIVEIRA - 65656

GUILHERME MOOJEN - JORGE GUILHERME NACUL MOOJEN FILHO - 65420

HELINHO GRIGOLO - HELIO FRANCISCO BARREY GRIGOLO - 65227

HELIO CORBELLINI - HELIO CORBELLINI - 65456

JEAN ANDRADE - JEAN FELIPE ALMEIDA DE ANDRADE - 65662

JULIO RITTA - JÚLIO CORRÊA RITTA FILHO - 65432

LUCIANA DOS SANTOS - LUCIANA DOS SANTOS FREITAS DA SILVA - 65321

MARCO ANTONIO - MARCO ANTONIO DARKIEWICZ - 65056

MARCUS VIANNA - MARCUS VINÍCIUS DA SILVA VIANNA - 65065

MARIA INÊS RODRIGUES - MARIA INÊS RODRIGUES DOS SANTOS - 65112

MORENO BRASIL - MORENO BRASIL BARRIOS - 65013

NELCIR ANDRE - NELCIR ANDRE VARNIER - 65999

NILO MARTINS - NILO AGOSTINHO MARTINS - 65200

PAULO HENRIQUE - PAULO HENRIQUE SOUZA DA SILVA - 65069

PAXUCA SANCHEZ - PAXUCA BARCELLOS SANCHEZ - 65180

PROFESSOR RICARDO VIEIRA - RICARDO DE OLIVEIRA VIEIRA - 65692

PROF FLÁVIO MÜLLER GUERREIRO - FLÁVIO BRECHER MÜLLER - 65300

RAMIRO LOPEZ - RAMIRO SANTANA MORENO LOPEZ - 65653

ROBERTO BANCADA ATIVISTA - ROBERTO SCHNEIDER SEITENFUS - 65652

RÔ DO T SEIS - ROSANGELA APARECIDA PIRES MACHADO - 65006

RODRIGO HEHNS - RODRIGO HEHN - 65600

SUELI - SUELI MARILENE DIHEL ERMEL - 65625

VITÓRIA CABREIRA - VITÓRIA DA SILVA CABREIRA - 65555

ZECA MEDEIROS - JOSÉ LUIZ MENDES MEDEIROS - 65413

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

© 2020 by Serginho Neglia.

criado com Wix.com