• Glasnost

Republicanos se reforçou para as eleições deste ano.

O Republicanos foi criado em 2003 inicialmente como Partido Municipalista Renovador (PMR) por iniciativa da Igreja Universal do Reino de Deus, com o apoio do então vice-presidente da república José Alencar, que havia migrado do PMDB para o PL, onde conviveu com parlamentares ligados à IURD, para ser vice de Lula em 2002; em 2005, após ter seu registro homologado, mudou de nome para Partido Republicano Brasileiro (PRB). Pelo PRB José Alencar concorreu a reeleição com Lula em 2006.


O PRB disputou sua primeira eleição em Porto Alegre em 2008 compondo a coligação da candidata do PT Maria do Rosário; nesta eleição a coligação composta pelo PT, PRB, PSL e PTC elegeu 8 vereadores, sete do PT e um do PRB, Waldir Canal, o primeiro vereador eleito pelo PRB com 7.046 votos; também concorreram pelo partido, José Freitas, que ficou na suplência com 4.936 votos, José Paulo Barros e Paulo Sérgio Alves, que obtiveram 489 e 202 votos respectivamente.


Em 2012 o PRB apoiou a candidatura de José Fortunati (PDT) a Prefeitura, e na eleição para a câmara concorreu coligado com PDT e PP, ocasião que lançou 11 candidatos que juntos obtiveram 20.822 votos. A coligação elegeu 12 vereadores, sete do PDT, três do PP e dois do PRB, Waldir Canal com 8.211 votos, José Freitas com 6.617, e Séfora Mota ficou na segunda suplência com 4.369 votos.


Em 2016 o PRB apoiou a candidatura de Sebastião Mello (PMDB) a prefeitura, e para a câmara lançou 10 candidatos, que juntos obtiveram 18.684 votos, em uma coligação com PDT e PMDB. Essa coligação elegeu 10 vereadores, cinco do PMDB, três do PDT e dois do PRB, José Freitas e Alvoni Medina, com 7.728 e 7.712 votos respectivamente.


Em 2019 o partido passou a se denominar Republicanos.


2020, com a entrada em vigor de novas regras eleitorais, exigiu uma mudança estratégica do partido em Porto Alegre; até a eleição passada, havia uma estratégia para eleger seus dois representantes ligados à IURD, através de uma organização impecável, o partido aferiu que sua capacidade de votos, oriundos da mobilização da igreja, ficava em torno de 15 mil votos e que essa votação, era insuficiente para conquistar uma vaga sozinho, porém, a média de 7 mil votos por candidato, os tornaria competitivos se coligados com outros partidos, assim, desde 2008 o partido busca estar em coligações fortes que lhes proporcione eleger seus dois representantes.


Esta estratégia sempre ficou clara na formação da nominata, pois o foco sempre esteve nos candidatos ligados à IURD, portanto, os demais candidatos sempre fizeram votações praticamente insignificantes; em 2008 os outros dois candidatos do partido fizeram, somados, 691 votos; em 2012 a exceção foi Séfora Mota, esposa de Alexandre Mota, então apresentador do programa Balanço Geral da TV Record, que alcançou a segunda suplência com mais de quatro mil votos, porém, os outros oito candidatos alcançaram juntos 1.625 votos; em 2016, sem Séfora, que migrou para o PSB, os outros oito candidatos lançados pelo partido alcançaram 3.244 votos somados.


João Derly, bicampeão mundial de judô, foi vereador de Porto Alegre, deputado federal e secretário de Esporte e Lazer do RS, é a aposta do Republicanos para a Prefeitura de Porto Alegrea modalidade

Para 2020, com a mudança da legislação que veda a coligação nas eleições proporcionais, o Republicanos precisou modificar sua estratégia, pois, para, pelo menos, manter seus dois vereadores será necessário no mínimo dobrar a votação que vinha tendo até o momento; para isso, será necessário ter mais candidatos competitivos.


A primeira estratégia do partido para se fortalecer começa por lançar candidatura própria à prefeitura de Porto Alegre; o ex-judoca João Derly, que foi vereador, deputado federal, e recentemente secretário de esportes do Rio Grande do Sul, é a aposta do partido para alcançar seus objetivos políticos e eleitorais.


Alvoni Medina, que cumpre seu primeiro mandato, e José Freitas concorrem a reeleição.

O segundo passo foi construir uma nominata mais competitiva para a câmara de vereadores. Glasnost teve acesso a alguns dos nomes que o Republicanos espera contar nestas eleições.


Partindo do objetivo de, pelo menos, manter a atual bancada, encabeçam a lista os dois atuais vereadores republicanos, José Freitas e Alvoni Medina, e para ampliar o número de candidatos que, até 2016 tinham sido no máximo de onze, a estratégia que o partido usou, além dos quadros partidários que já tinha, foi buscar em outras siglas candidatos que disputaram as eleições e não se elegeram. Embora seja uma estratégia comum, analisando diversas legendas pudemos perceber que, provavelmente, nenhum partido investiu tanto nessa forma, ou ainda, foi tão eficiente nesta busca quanto o Republicanos.


Encontramos, pelo menos 17 nomes que já disputaram eleições por outras siglas, e é possível que sejam mais, pois como não tivemos acesso a lista completa e possam haver mudanças até a homologação final, esse número poderá ser ainda maior.


Destacamos alguns nomes como Bárbara Penna, vítima de tentativa de feminicídio de grande repercussão, onde o marido ateou fogo no apartamento causando a morte de seus dois filhos e de um vizinho que tentou socorrê-los, Bárbara, hoje ativista pelo fim da violência contra a mulher, foi candidata a deputada federal pelo PPS em 2018 recebendo 16.075 votos sendo 6.522 em Porto Alegre; Comandante Quadros, Policial Militar por 34 anos, que ficou conhecido por declarações que fez em vídeos que viralizaram, concorreu a deputado estadual em 2018 pelo PDT e recebeu 11.843 votos, 3.251 deles em Porto Alegre; Vilmar Beleza, deficiente visual conhecido por vender bilhetes nos ônibus, foi candidato a vereador pelo Solidariedade em 2016 e recebeu 2.519 votos; Seu Armando da Farmácia, que concorreu em 2016 pela Rede e alcançou 2.182 votos; Luky Vieira, cabeleireiro idealizador do grupo “Amigos Solidários” concorreu a vereador pelo PPS em 2016 quando recebeu 1.217 votos; Giselle Hubbe, gestora pública, atuante na causa da acessibilidade e inclusão, ex-Miss Brasil Deficiente Visual, que foi candidata a vereadora pelo PSB em 2016 obtendo 2.082 votos;

Giselle Hubbe, Barbara Penna, Coronel Quadros, Seu Armando, Luky Vieira e Vilmar Beleza, lutam para alcançar uma vaga na câmara pelo Republicanos.

O Republicanos também espera contar com Papaulo Cunha, ex-presidente do CONRERP, que foi candidato pelo PDT em 2012 e recebeu 1.407 votos; Jefferson Mattos, da lomba do pinheiro, e foi candidato do PEN em 2016 e recebeu 1.328 votos; Rodrigo Reis “Mumu”, pedagogo, especialista em direito da criança e adolescente, e foi candidato pelo PSB em 2016 obtendo 1.172 votos; Willy Schneider, professor de Judô e candidato a vereador pelo PTB em 2016, quando recebeu 1.018 votos; Nei do Bolicho, que concorreu a vereador pela Rede em 2016, recebendo 990 votos; Enzo Bretos, concorreu a vereador pelo PSD em 2016, obtendo 836 votos; Rosana Metrangolo, enfermeira, foi candidata a vereadora em 2016 pelo Solidariedade, quando recebeu 659 votos; Paulinho do Harmonia, que foi candidato pelo PDT em 2016 e recebeu 602 votos; Claudio “Leandro da Kombi”, que foi candidato em 2016, pelo PTB e recebeu 594 votos; João Chaveiro, candidato pelo PEN em 2016, que recebeu 558 votos; e Dari Rodrigues, que concorreu pelo PTB em 2016 obtendo 238 votos.

Papaulo Cunha, Enzo Bretos, Rodrigo Reis “Mumu”, Jefferson Mattos, Rosana Metrangolo, Dari Rodrigues, Nei do Bolicho,João Chaveiro, Willy Schneider e Paulinho do Harmonia, são mais alguns dos 'reforços' que o Republicanos buscou em outras siglas

Imaginando que alguns desses nomes possam repetir suas votações e até ampliá-las, são boas as perspectivas do Republicanos em manter sua bancada.


O Republicano trabalha ainda para contar com outros nomes que já concorreram pelo partido nas eleições de 2016 e 2018 e novos nomes, que concorrem pela primeira vez. Entre os nomes de possíveis candidatos que apuramos estão, o taxista Artur Goulart; o professor e escritor Carlos Tenroller que recebeu 1.979 votos concorrendo a deputado estadual em 2018; o advogado Deiner Salomé Goulart; o treinador e personal trainer Eduardo Kramm; o jovem Guilherme Romano; a técnica em Segurança do Trabalho Liciane Fialho, a bacharel em direito e coordenadora jurídica de FREDEF Liza Cenci; o advogado Luiz Barroso; Márcio Baptista da Cootravipa; a professora Maria De Fátima Mota; o conselheiro tutelar Neri Gomes Ferreira; o empresário Paulinho Callohã; a advogada especialista em direito municipal com experiência em regularização fundiária Tami Aso.

Liciane Fialho, Guilherme Romano, Tami Aso, Liza Cenci, Artur Goulart, Eduardo Kramm, Luiz Barroso, Neri Gomes Ferreira, Deiner Salomé Goulart, Paulinho Callohã, Márcio Baptista e Maria De Fátima Mota, são alguns dos 'estreantes' que o Republicanos espera lançar este ano.

O Republicanos reforçou bastante sua nominata, para além das relações com a igreja, o que, provavelmente lhe proporcionará a manutenção de sua bancada, e não será surpresa se os dois nomes ligados a IURD, e atuais vereadores, levarem vantagem sobre os demais candidatos, uma vez que, em um cenário de incertezas, ter o apoio de uma estrutura muito bem organizada como a da igreja, que já provou, tanto nas eleições para a câmara municipal, como para os conselhos tutelares, ser eficiente, é um grande diferencial. Porém, não raro, as eleições nos proporcionam surpresas, como aconteceu em 2018, e a nominata possui nomes capazes de, não só almejarem uma eventual terceira cadeira, como chegar junto com os dois favoritos.


Glasnost seguirá acompanhando as movimentações do Republicanos, após a homologação das candidaturas e a campanha eleitoral. Acompanhe, e se gostar, curta, comente e compartilhe!


Observação: Registramos que todos estes nomes foram levantados através contatos com os partidos, em pesquisas nas redes sociais e com lideranças políticas, extra-oficialmente. Os nomes definitivos e confirmados só serão conhecidos após as convenções partidárias e a homologação pelo TRE. Alguns pré-candidatos poderão declinar de suas candidaturas e outras poderão surgir até findado o processo de registro. A nossa intenção é antecipar um pouco do cenário político com a preparação dos partidos para as eleições de novembro.

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

© 2020 by Serginho Neglia.

criado com Wix.com