• Serginho Neglia

Qual o significado de um amigo?

Atualizado: Abr 28

Você deve estar se fazendo essa pergunta e provavelmente não achará uma resposta, pois os amigos se apresentam das formas mais diversas e inesperadas em nossas vidas, que é quase impossível descrever o que eles significam para a gente. A Amizade é atemporal, e não se enquadra nos padrões de tempo e distância, podemos descobrir um grande amigo em poucas horas, em alguns dias, bem como ele pode se revelar em anos de convivência. Ele pode estar bem próximo ou distante.


Hoje é Sexta-feira, dia 14 de Fevereiro e quero compartilhar uma história com vocês, muito apropriada para o dia.


Na terça-feira, dia 10 de Fevereiro, vivi a experiência de ficar algumas horas esperando atendimento na Emergência da Pediatria do Hospital Santo Antônio. Foram horas de espera, e de muita reflexão, pois observava cada pessoa que saia e entrava no ambiente, suas reações, seus sofrimentos. Se pudesse teria registrado cada minuto das horas que passei lá. Foram horas difíceis, não só pela enfermidade da minha filha, que não se apresentou grave, mas por ver as provações e os sofrimentos das mães em busca de atendimento para seus filhos. Mães dormindo em uma cadeira desconfortável com seus filhos doentes no colo, calou fundo em meu coração. Ingressamos lá por volta das 17h e saímos à 1h40min da manhã. Uma longa espera!


Chegamos em casa após as 2h da manhã, muito cansados, e encontramos em nossa porta um envelope. Provavelmente o entregador chegou lá, e como era muito grande para caber na caixa de correspondência, resolveu deixar na porta. Ele estava endereçado a mim, e a remetente era minha amiga Cibele, que conheci no Vida Urgente, e que no final do ano passado se mudou para Florianópolis. Sou um grande admirador dela e nutro grande carinho por ela, pelo Régis, seu companheiro, um amigo que foi grande parceiro na campanha, pelo Caetano, seu filho, que é uma criança muito especial, e também pela Liney, sua mãe, uma pessoa adorável, sensível e espiritualizada. São uma família amiga, querida por mim e por minha família.

Um caderno, uma cartinha e um cartão! O Carinho, o Capricho e a Amizade! Como esquecer?

Me aprecei em abrir o envelope, antes mesmo de fazer qualquer coisa, pois, atualmente, estamos muito desacostumados a receber cartas pelo correio. Pelo correio recebo muito boleto para pagar. Estava curioso para saber o que continha. Sou o tipo de pessoa que dá significado para as coisas e guardo, desde a adolescência, praticamente todas as correspondências especiais que recebi na vida, cartas, mensagens, telegramas, enfim.

Quando abri me deparei com um caderno, destes colegiais, do Garfield, com comentários sobre o excesso de peso, coisas do tipo: “Não sou gordo, sou baixo para meu peso.” Acompanhava uma carta da Cibele, um cartão da dona Liney, e na primeira página uma mensagem dela, do Régis e do Caetano. Tomo a liberdade, sem consultá-la, de reproduzir o texto da carta:

Serginho,

Estamos bem na época de “volta ás aulas”, comprando o material escolar do Caetano, escolhendo a capa do caderno, essas coisas...

Sempre gostei de material escolar! Gosto de arrumar, com muito carinho, o material do Caetano, colocar nome, apontar lápis.

Quando soubemos do teu retorno aos estudos, o que nos deixou muito felizes, pensei na hora em comprar alguma coisa prá ti também.

Então aqui vai um presente, que é mais uma brincadeira, mas que vai daqui com o nosso carinho. Pode ser utilizado onde quiseres, até em casa mesmo.

Vou deixar a “lancheira” para a Márcia preparar (hehehe...)!

Bons estudos! Bom Retorno! Sucesso!

Com nosso carinho, Cibele, Regis e Caetano

Não preciso dizer que toda a angústia da experiência que tivera horas antes, desapareceu em uma fração de segundos, é como se uma grande luz iluminasse tudo a minha volta e repusesse minha energia, fortalecendo meu espírito e me enchendo de esperança.

Estou desde quarta feira me programando para escrever, mas tarefas profissionais e o próprio cansaço me impediram que o fizesse. Não informei a Cibele que já recebi o seu carinhoso presente, portanto, não agradeci. Esperei. Gostaria de fazer dessa forma, para todos saberem da minha gratidão.

Hoje cheguei decidido a escrever, e agora, vejo uma mensagem dizendo que é o dia da Amizade. Pensei comigo: O que mais poderia fazer neste dia, para homenagear meu amigos, que já me proporcionaram tantos momentos felizes, senão compartilhar essa bela demonstração de amizade da Cibele e sua família?


Amizade é assim, não tem como explicar! Sabemos que ela está presente nas diversas demonstrações que recebemos. Simples, singelas, complexas, em momentos difíceis ou no compartilhar das alegrias, não importa, o certo é que elas se apresentam, quando menos esperamos, e fazem toda a diferença.

Ao agradecer a Cibele e sua família, agradeço todos os meus amigos que, durante toda a minha vida, me deram tantas e belas demonstrações de amizade como essa.

Obrigado Amigos! 

Esse caderno será o primeiro de minha vida acadêmica e estará comigo até o final do percurso, como um talismã! Mais uma lembrança de vocês, que sempre se fazem presentes. Não sei como agradecer! 

Texto originalmente publicado no Blogue Testemunha Ocular em 14.02.2014


© 2020 by Serginho Neglia.

criado com Wix.com

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Pinterest Icon
  • White Instagram Icon