• Serginho Neglia

Onde nós paramos?

Estou eu aqui de volta.


Embora estreante neste assunto, sei que blogueiro que se preze, não fica tanto tempo sem postar algo, porém passei um final de ano meio tumultuado e os primeiros meses foram de muitas mudanças. Ano novo, vida nova, literalmente.


Após fazer uma postagem sobre a experiência de minha mãe no SUS, vivi outro drama com meu sogro, só que a história dele não acabou bem e ele acabou falecendo no dia 23 de Dezembro, passamos as festas de final de ano tristes, principalmente minha esposa e cunhados. Tinha até preparado uma nova, com a experiência de ficar de madrugada na fila, com direito a vídeo e fotos, só que o desfecho foi triste e acabei desistindo.


Também preparei uma série sobre o Vida Urgente e seus personagens, que talvez esteja postando em breve. Nesse período de silêncio pensei tantas coisas, teve a posse da Dilma o caso do Ronaldinho “mercenário”, as chuvas da região serrana do Rio, a posse dos novos governadores, deputados (entre eles o Tiririca), o terremoto no Japão, a tragédia de Realengo e um infindável número de acontecimentos que mereceriam meus comentários.


Esta postagem tem o objetivo de marcar o meu retorno, na expectativa de que eu possa continuar o que comecei, que é expressar minhas opiniões e compartilhar com aqueles que se interessarem, através desta janela para o mundo, que é a internet.


Tenho certas limitações de redação, mas acredito que o exercício me proporcionará uma evolução neste sentido.


"Eu jamais iria para a fogueira por uma opinião minha, afinal, não tenho certeza alguma. Porém, eu iria pelo direito de ter e mudar de opinião, quantas vezes eu quisesse."

(Friedrich Nietzsche)


Juliana Brizola, ao centro com o filho José Inácio e seus dois irmãos. Juliana Brizola é neta de Leonel Brizola e Deputada Estadual do Rio Grande do Sul, eleita com 61.305 votos, a mais votada da bancada do PDT Esquerda: Carlito Brizola, Deputado Federal pelo Rio de Janeiro, conhecido como Brizola Neto e autor do Blog http://www.tijolaco.com Direita: Leonel Brizola Neto, irmão gêmeo de Juliana e vereador no Rio de Janeiro. Foto tirada em São Paulo na Convenção Nacional do PDT - 12.06.2010

Porém, para poder chegar até aqui tive que ultrapassar algumas etapas que considerava importante.


No início deste ano, aceitei o convite da Deputada Juliana Brizola, para compor a sua assessoria parlamentar na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Após 10 anos afastado da política, resolvi me impor este desafio de recomeçar uma caminhada que, de certa forma, já havia encerrado em minha vida.


Estou vivendo este momento de aprendizado, é como começar de novo, pois não sou o mesmo, após 9 anos de Vida Urgente, 40 anos de vida percorridos, 3 filhas e 2 netos.


Sou um homem diferente do menino que iniciou sua militância ainda na adolescência. Em comum, o idealismo e a rebeldia que ainda conservo, mas muitas coisas mudaram, principalmente a sociedade em que vivemos, e como reflexo disso a política também mudou bastante, mas nunca fui de fugir de um desafio e por isso aqui estou, enfrentando essa nova peleia.


Antes de reiniciar minha aventura aqui neste blog, procurei a Juliana e pedi sua autorização, pois entendia que as minhas opiniões poderiam ser confundidas com as dela. Como não pretendo tratar só de amenidades, e minhas opiniões em alguns momentos são controversas, sempre tive a preocupação de não prejudicar outras pessoas por meus atos e opiniões, achei apropriado que ela consentisse com minha decisão.


Durante os 9 anos de Fundação Thiago Gonzaga, abdiquei de opinar sobre questões não relacionadas ao Vida Urgente, para evitar comprometer a instituição com meus pontos de vista. Porém agora, está cada vez mais difícil controlar essa vontade de dizer o que penso, principalmente tendo a possibilidade, que essa opinião possa contribuir para a reflexão de alguém que esteja distante e sequer me conheça, proporcionada pela democratização da opinião que a internet oferece.

 

A resposta da Juliana foi coerente com a sua postura até hoje, inclusive foi por essa postura que aceitei estar ao lado dela nesta caminhada.


Ela disse: “Serginho, mesmo que você trabalhe comigo, você não deixa de ser um cidadão e ter as tuas opiniões. Eu defendo o direito das pessoas em se manifestarem, mesmo que muitas vezes doa, mas as pessoas são responsáveis por suas próprias opiniões. Acredito que, os bem intencionados, saberão diferenciar tuas opiniões das minhas”.

“Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.”

(Voltaire)


Momento do juramento da Deputada Juliana Brizola em sua posse na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul no dia 31 de Janeiro de 2011

Confesso que gostei da resposta dela, mas ainda não sei como isso se dará na prática, pois contar com a boa intenção das pessoas é algo que ainda não consigo ver com clareza, pois, principalmente na política, o que tenho visto é gente mal intencionada, covarde, mas isso é tema para outra postagem.


Após a conversa com ela me senti fortalecido e vou ter o cuidado para não comprometê-la e não trair sua confiança, mas sem censurar a minha própria consciência. Valeu Juliana!!!!


Então estou de volta e agradeço as pessoas que dedicam alguns de seus valiosos minutos para ler o que escrevo.


Texto originalmente publicado no Blogue Testemunha Ocular em 21.04.2011

© 2020 by Serginho Neglia.

criado com Wix.com

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Pinterest Icon
  • White Instagram Icon