• Glasnost

O Democratas conseguirá manter o tamanho de sua bancada?

O Democratas, ao lado do Progressistas, compõe a base da tradicional direita brasileira, oriunda da ARENA (Aliança Renovadora Nacional) partido de situação durante o regime militar. O Democratas é o sucessor do PFL - Partido da Frente Liberal, uma dissidência do PDS (Partido Democrático Social), sucessor da ARENA, criado em 1985 por lideranças como o então vice-Presidente da República, Aureliano Chaves, e os Senadores Marco Maciel (PE), José Sarney (MA) e Carlos Chiarelli (RS) entre outros, após divergências quanto à sucessão do Presidente João Batista Figueiredo.

Em Porto Alegre o PFL participou das primeiras eleições em 1985 apoiando a chapa do PMDB à prefeitura de Porto Alegre, composta por Carrion e Fogaça do PMDB.


Em 1988 o partido compõe, junto com o PDS e PTB, a Aliança Democrática Popular - ADP que disputou as eleições a prefeitura com Guilherme Socias Villela (PDS) e Germano Bonow (PFL), lança 39 candidatos a vereador que juntos somaram 29.556 votos, e elege seu primeiro vereador, Arthur Zanella, e os dois primeiros suplentes da coligação, Martin Aranha Filho e Bernadete Vidal, os três concorriam a reeleição, pois haviam sidos eleitos em 1982 pelo PDS e migrado para o PFL quando de sua criação.


Em 1992 o PFL não apoiou formalmente nenhuma chapa majoritária e lançou 30 candidatos a vereador, que juntos somaram 28.696 votos, 12.614 recebidos por Jair Soares, o vereador mais votado da eleição e único eleito pelo partido. Reginaldo Pujol ficou na primeira suplência com 3314 votos.


Reginaldo Pujol foi eleito pela primeira vez em 1996. Atualmente é o Presidente do DEM em Porto Alegre e também da Câmara de Vereadores. Tentará seu sexto mandato pelo partido, é a mais antigo e tradicional representante do Democratas na câmara.

Em 1996 participa da coligação União por Porto Alegre que disputou a eleição majoritária com Yeda Crusius (PSDB) e Onix Lorenzoni (PL), chapa que ficou em segundo lugar, perdendo a eleição para Raul e Fortunati (PT) que venceram no primeiro turno; lançou 13 candidatos a vereador que juntos somaram 19.714 votos e a legenda obteve 1.141 votos, elegendo o vereador Reginaldo Pujol pela primeira vez com 5.872 votos.


Em 2000 o melhor desempenho do partido até hoje, o partido lançou pela primeira vez um candidatura própria a eleição da prefeitura, com chapa composta por Germano Bonow e Frederico Barbosa, lançaram 41 candidatos a vereador que receberam 46.140 votos e a legenda obteve 6.823 votos, elegendo o Pastor Almerindo com 7.645 votos e Reginaldo Pujol com 7.370 votos.


Em 2004 o PFL volta o disputar a eleição majoritária coligado com o PSDB, só que desta vez na cabeça de chapa com Onix Lorenzoni (PFL) e Paulo Brum (PSDB); nas eleições proporcionais a coligação lançou 63 candidatos, 27 do PFL que receberam 30.412 votos, e a legenda 6.706 votos, elegendo dois vereadores, Maristela Meneghetti com 4.693 votos e Reginaldo Pujol com 9.454 votos, o mais votado da coligação.


Em 2008 após a mudança da sigla para DEM, o partido disputou novamente a eleição majoritária tendo Onix Lorenzoni na cabeça de chapa, só que desta vez coligado com o PP e PSC, tendo Mano Changes (PP) como candidato a vice; lançou 23 candidatos a vereador, que somados alcançaram 26.153 votos e a legenda 5.286, porém, o partido não elegeu nenhum vereador, pois Reginaldo Pujol, o mais votado do partido, com 5.573 votos, ficou na primeira suplência da coligação que elegeu quatro vereadores, todos do PP.


Em 2012 o DEM participa da coligação de nove partidos que garantiram a vitória de José Fortunati (PDT) e Sebastião Mello (PMDB) no primeiro turno na eleição para prefeitura, e voltou a eleger Reginaldo Pujol vereador, em uma coligação proporcional com PPS e PMN na qual lançou 23 candidatos que receberam 18.380 votos e a legenda 562. A coligação elegeu dois vereadores, Any Ortiz e Pujol.


Nas últimas eleições, em 2016, o DEM foi um dos 15 partidos que apoiaram a candidatura de Sebastião Mello (PMDB) e Juliana Brizola (PDT), que foi derrotada por Nelson Marchezan Júnior na eleição majoritária; na eleição para a câmara, participou da coligação formada por PSD/PHS/DEM, que elegeu três vereadores, onde o partido lançou 18 candidatos e recebeu 28.043 votos nominais e 650 na legenda, desta vez elegendo dois vereadores, Reginaldo Pujol com 3.772 votos e Dr. Thiago Duarte com 12.669 votos, o mais votado da coligação.


Nas eleições deste ano o DEM vive seu melhor momento político, pois favorecido pelo crescimento da simpatia por partidos de direita, tendo hoje o deputado Onix Lorenzoni como uma das pessoas próximas a Jair Bolsonaro (embora já tenha sido mais próximo do que agora) além dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, este ano, na janela partidária, o DEM pulou de um vereador para quatro, com o ingresso de Ricardo Gomes do Progressistas, e Mendes Ribeiro e Comandante Nádia do MDB, ocupando um lugar de importância na câmara, que nunca teve em sua história. Esse ano, inclusive, o DEM preside o parlamento de Porto Alegre através do Vereador Reginaldo Pujol.

Comandante Nádia e Mendes Ribeiro migraram do MDB para o DEM no início de 2020 e compõem, juntamente com Ricardo Gomes e Reginaldo Pujol, a atual bancada do Democratas na câmara da capital. Juntos fizeram 13.500 votos em 2016. Nádia viu frustrada sua intenção de concorrer a prefeitura, e hoje é esperança de votos na chapa proporcional. Agora, Nádia e Mendes terão de buscar a reeleição aliados ao seu antigo partido, porém, sem poder contar com os votos da legenda oriundos da candidatura majoritária.

Se esperava que o partido fosse aproveitar esse momento para lançar candidatura própria, como era o desejo da Comandante Nádia e também do vereador Ricardo Gomes, que migraram de seus partidos na esperança de serem candidatos a prefeitura, porém o partido acabou por desistir da candidatura para apoiar Sebastião Mello (MDB) indicando Ricardo Gomes (DEM) como vice.


Essa escolha só se confirmará acertada, ou não, após o dia 15 de novembro, pois, aparentemente, pode ter sido um grande erro não ter lançado candidatura própria, pois, a começar que, mesmo com a candidatura de Ricardo Gomes a vice, tenha diminuído o número de vereadores da atual bancada que buscam a reeleição, três postulantes buscam manter seus mandatos, o que obriga o partido, a pelo menos, fazer algo nesta eleição que nunca fez em toda a sua história, que é eleger mais de dois vereadores. Embora o momento político seja favorável, o histórico de votações mostra que o partido tem baixo desempenho na legenda quando não lança candidato às eleições majoritárias.


O partido vem bem renovado nestas eleições, pois, da nominata de 2016, além de Pujol, a única a concorrer novamente pelo partido é a advogada Yolanda Sirino; das nominatas que concorreram por outros partidos em 2016, o DEM conta, além de Nádia e Mendes, com Ângela Nunes e Mariana Kruse que concorreram pelo PP, e Nelcir Tessaro que disputou as eleições pelo PSD. Tessaro chegou a assumir o mandato, após a morte de Tarciso Flecha Negra (PSD), e com a eleição de Thiago Duarte (DEM) para a Assembleia Legislativa, em 2018, pois havia ficado na segunda suplência, porém, como ele havia trocado de sigla fora da janela, o TRE acabou cassando o seu mandato e concedendo o mandato a quarta suplente da coligação Cláudia Araújo (PSD).

Nelcir Tessaro, Ângela Nunes, Yolanda Sirino e Mariana Kruse, colocam seus nomes novamente a disposição do eleitor porto-alegrense.

Dos nomes que concorrem pela primeira vez o Democratas traz o Professor Guilherme Todeschini, que se apresenta como professor, empresário e analista político, participante da La Banda Loka Liberal, que em cima de um caminhão na Av Goethe, ecoou o canto "Olê olê, vamos pra rua pra derrubar o PT!”; a atriz Lesi Morato, que se apresenta como atriz de viés político conservador, de direita, que faz voluntariado. Guilherme e Lesiane, se apresentam como propagadores das ideias conservadoras e, aparentemente, a estratégia de ambos é cativar os votos de eleitores de direita, sobretudo dos eleitores de Bolsonaro.


O partido conta ainda com a Assistente Social Elenice Maiocchi, administradora do Grupo Mães da Zona Sul Conectadas, focado em assuntos do universo materno, empreendedorismo e eventos; o advogado e corretor de imóveis Paulo Meira; o também corretor de imóveis e acadêmico de gestão pública Sandro Wink; o editor do Jornal Vitrine Gaúcha, Valtecir Cruz, "Valtecir do Vitrine", com atuação na Restinga, Hípica e extremo sul da cidade.

Guilherme Todeschini, Elenice Maiocchi, Lesi Morato, Sandro Wink, Paulo Meira e Valtecir do Vitrine, são candidatos que estreiam este ano nas eleições.

A nominata do Democratas traz ainda a Tenente Dionês Gabana, da Brigada Militar; o líder comunitário da zona sul, Marcos Pinto, que atua na área de telecomunicações; Ailton Moraes; Fernando Andrade; o Jornalista Nelson Silva, editor da Revista Facthus e Photos; Olavo S Ribeiro Filho; Vicente dos Santos; Rodrigo Scarsi; e o ex-conselheiro tutelar Jacob Lunardi.

Jacob Lunardi, Rodrigo Scarsi, Olavo Ribeiro, Tenente Diônes, Marcos Pinto, Ailton Moraes, Fernando Andrade e Vicente dos Santos, completam a nominata do Democratas.

O Democratas está lançando apenas 22 candidatos a vereador, menos da metade do que é permitido, que são 54 candidatos, o que dificulta, embora não inviabiliza, que o objetivo de eleger pelo menos três vereadores seja alcançado, pois, embora sejam 32 candidatos a menos em uma eleição que se conta apenas com os votos do próprio partido, o Democratas tem o nono maior tempo de TV e com menos candidatos é possível oferecer mais inserções na propaganda eleitoral por candidato, o que poderá impulsionar as candidatura, porém, se a população não acompanhar o horário eleitoral, as 32 vagas que deixaram de ser preenchidas farão falta na cômputo geral da nominata.


Espera-se que os atuais vereadores sejam capazes de ‘puxar’ a nominata, porém, isso também será uma incógnita, uma vez que Reginaldo Pujol vem baixando sua votação nos últimos anos, Pablo Mendes Ribeiro deixou o MDB partido de seu pai e avô, e a Comandante Nádia, que é uma liderança em ascensão, teve sua candidatura a prefeitura frustrada, e não se sabe o quanto o seu eleitorado será capaz de compensar esse fato lhe proporcionando uma votação ainda maior do que a que fez em 2016. Mesmo que sejam capazes de ampliar suas votações, ainda precisarão que os outros candidatos também façam votações bastante expressivas para oportunizar a conquista de três cadeiras na futura composição da câmara.


O histórico passado não é promissor para o Democratas, porém, desde as eleições de 2018, com diversas surpresas, fica muito difícil ‘cravar’ prognósticos, pois o perfil e o comportamento do eleitorado oscilou bastante, principalmente com o crescimento dos eleitores de direita, porém, não se sabe se esse efeito pode acontecer quando falamos de questões locais, uma vez que as eleições gerais costumam ter características bem diferentes das eleições municipais. Sem fugir de dar um prognóstico, Glasnost acha que, salve uma surpresa, o Democratas não conseguirá manter sua atual bancada de quatro vereadores, e terá muita dificuldade de superar sua marca histórica de eleger no máximo dois vereadores. A candidatura própria fará falta. Aguardemos.

Glasnost seguirá acompanhando as movimentações do Democratas após a homologação das candidaturas e a campanha eleitoral. Acompanhe, e se gostar, curta, comente e compartilhe!


Lista dos candidatos do DEM com os respectivos números conforme registro no TRE


AILTON MORAES - AILTON SOARES MORAES - 25250

ANGELA NUNES - ANGELA MEDEIROS DOS SANTOS NUNES - 25014

COMANDANTE NADIA - NADIA RODRIGUES SILVEIRA GERHARD - 25190

ELENICE MAIOCCHI - ELENICE SOUZA MAIOCCHI - 25222

FERNANDO ANDRADE - LUIS FERNANDO DE ANDRADE - 25255

JACOB LUNARDI - JACOB LEONARDO LUNARDI BAUMGARTNER - 25525

LESI MORATO - LESIANE DOS SANTOS MORATO - 25025

MARCOS PINTO - MARCOS ANTÔNIO MARTINS PINTO - 25555

MARIANA KRUSE - MARIANA DIVERIO KRUSE - 25100

MENDES RIBEIRO - PABLO FRAGA MENDES RIBEIRO - 25000

NELSON SILVA - NELSON DA SILVA - 25444

OLAVO S R FILHO - OLAVO SOARES RIBEIRO FILHO - 25666

PAULO MEIRA - PAULO EDUARDO NUNES MEIRA - 25117

PROFESSOR GUILHERME TODESCHINI - GUILHERME BENEDETTO TODESCHINI - 25500

PUJOL - REGINALDO DA LUZ PUJOL - 25625

RODRIGO SCARSI - RODRIGO ALVES SCARSI - 25005

SANDRO WINK - SANDRO AURELIO DOS SANTOS WINK - 25650

TENENTE DIONES - DIONÊS GABANA DE SOUZA - 25015

TESSARO - NELCIR REIMUNDO TESSARO - 25123

VALTENCIR CRUZ VITRINE - VALTENCIR OLIVEIRA DA CRUZ - 25511

VICENTE SEMPRE PRESENTE - VICENTE DOS SANTOS - 25800

YOLANDA SIRINO - YOLANDA SIRINO DA SILVA - 25777


  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

© 2020 by Serginho Neglia.

criado com Wix.com