• Glasnost

Marchezan: "do limão uma limonada"

Dia nove de outubro iniciou a propaganda eleitoral de rádio e televisão, foram dois dias apenas, sexta-feira e sábado, pois, nos domingos não há horário de propaganda eleitoral gratuita, apenas as inserções durante a programação.


Glasnost analisou os primeiros programas de alguns dos candidatos, para ver como começaram. É cedo para aferir os impactos da campanha nos eleitores, pois no início é natural que algumas equipes estejam melhor preparadas, outras estejam ainda acertando o tom, e começar bem não quer dizer terminar bem, porém, é fato que quando se acerta na comunicação, geralmente há repercussão no eleitorado, pois vivemos em uma sociedade altamente influenciável pela imagem, e simbólica.


Nossa análise é intuitiva, a partir do olhar de um eleitor com alguma experiência em eleições, e algum conhecimento empírico de comunicação, marketing e estratégia.


Para começar analisamos os primeiros programas de Nelson Marchezan Júnior (PSDB), atual prefeito que concorre à reeleição, talvez a mais difícil, pois Marchezan vive uma administração bem tumultuada com troca frequente de secretários, rompimento com o vice e os partidos que lhe apoiaram, e diferente de candidatos a reeleição nas eleições anteriores que geralmente ampliaram suas bases de apoio, Marchezan tem hoje menos partidos apoiando do que na eleição passada e os principais partidos da cidade fazem oposição a sua candidatura, a ponto de aprovarem um processo de impeachment meses antes das eleições.


A equipe de Marchezan, que foi decisiva nas eleições de 2016 e praticamente acertaram tudo, sendo as grandes responsáveis pela vitória do atual prefeito, tem o desafio de fazer a diferença na comunicação, já que na política a administração de Marchezan foi um desastre.


O Primeiro Programa

Marchezan apresentou um programa de transição. Foi um acerto, pois a impressão que passa para muitas pessoas é que, com o início da campanha, a pandemia sumiu, que não há mais pessoas morrendo ou sofrendo com o Covid19, e em um toque de mágica, um estalar de dedos, os políticos colocaram o problema no passado, então, começar falando sobre o assunto, se colocar solidário com as famílias enlutadas e com os profissionais que ainda travam uma batalha, foi positivo, pois trouxe a memória de sua atuação, que tem o reconhecimento das pessoas, e demonstrou uma sensibilidade que parece estar faltando aos políticos que se atiraram na campanha, sedentos pelo poder, deixando todos nós sem saber direito o que está acontecendo: Afinal, já acabou tudo? Já podemos sair do isolamento?


Segundo programa

O segundo programa segue uma linha, demonstra que a campanha de Marchezan teve planejamento e tem um direcionamento, e já no segundo programa apresentou suas 'armas'. Primeiro na forma de escolha do jingle; um jingle pode ser apenas um punhado de refrãos empolgantes que levam a fixar o nome e o número do candidato, servindo como instrumento de motivação, ou podem ser uma história contada em forma de música, um posicionamento. Lastreado por um jingle muito bem feito e integrado com o posicionamento da campanha, o segundo programa deixou claro qual será a linha de sua campanha.


O Jingle começa declarando seu amor pela cidade, e que por ela vale a pena lutar, que embora tenham tentado de todas as formas impedir, Marchezan não desistiu, e que igual a ele nunca existiu (isso não deixa de ser um fato, pois nunca, na história recente da cidade, um Prefeito teve uma base de sustentação tão frágil na câmara de vereadores, como ele).


Então entra o próprio Marchezan dizendo que tem brigas que valem a pena, principalmente a por valores e princípios. E o jingle segue dizendo “ele tem força e coragem pra segurar o rojão. O dia a dia é uma luta. Eu quero um leão, pra brigar comigo e defender seu povo".


O posicionamento é claro, passar a imagem da tentativa de impedir que ele defenda o povo, e inverter a imagem de brigão, apregoada pelos seus adversários, dizendo que se trata de coragem para enfrentar tudo e todos por seus valores e princípios, e que por Porto Alegre e pelo povo, essa briga vale a pena.


O refrão resume tudo “Eu sou Marchezan! Sem conchavo, sem esquema! Por nossa Porto Alegre vale a pena! Eu sou Marchezan! Pela nossa gente. Por nossa Porto Alegre, agora vamos em frente”.

Depois segue mais um trecho exaltando sua coragem e encerra dizendo “eu ouço o meu coração e ele diz Marchezan”.


Esse programa está entre os melhores, pois foi muito bem feito em todos os sentidos.


Terceiro Programa

O terceiro programa apresenta ‘as armas’, denuncia as dificuldades financeiras com que recebeu a prefeitura, apresenta reportagens a respeito, diz que colocou as finanças em dia para poder ‘começar’ a resolver os problemas, mostra que já fez algo, mas que reconhece que precisa fazer mais, e que tem enfrentado 'tudo e todos', e encerra dizendo que ao contrário do que dizem, ele não fez nada sozinho, que contou com uma equipe e com parceiros, e que a injustiça não é com ele, mas com todos aqueles que trabalharam, e se seus adversários não reconhecem o trabalho deles, ele reconhece e agradece.


Esses três primeiros mostram uma campanha bem planejada do ponto de vista de comunicação, trazendo uma narrativa muito bem montada.


Nestes primeiros programas, o efeito não é tanto no eleitorado, que ainda acompanha pouco, e só vai ficar mais atenta a partir do meio para o final. Os primeiros programas têm efeitos mais internos na equipe, nos aliados e no próprio candidato. Quando uma campanha começa bem, traz tranquilidade e confiança aos candidatos e seus aliados, gera tensão nos adversários, principalmente naqueles que ainda não estão tão organizados e preparados, e os obriga a ‘entrar’ no jogo, pois quem começa melhor acaba induzindo os demais a acompanharem seu ritmo e o coloca sempre um passo a frente.


A equipe de Marchezan saiu bem. Demonstra que irá dar trabalho aos adversários, e que estão preparados e capacitados para o embate. Fez do Limão, uma limonada. Vamos acompanhar como será o desempenho a partir de agora, o comportamentos dos adversários, e se a estratégia vai repercutir na população e se reproduzir em resultados concretos nas pesquisas e na opinião pública.


  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

© 2020 by Serginho Neglia.

criado com Wix.com