• Glasnost

A Evolução das bancadas na Câmara de Vereadores de Porto Alegre

Atualizado: Set 13

Em 1982 foram realizadas as primeiras eleições gerais, após restabelecido o pluripartidarismo em 1979, com a participação dos novos partidos criados após a ditadura militar, onde apenas dois partidos, a Arena e o MDB, tinha permissão para existir.


Nas eleições de 1982, ano que elegemos a primeira bancada pluripartidária para a Câmara de Vereadores de Porto Alegre, foram eleitas quatro bancadas, PMDB e PDT com 11 vereadores, PDS com 10 e PT com um, Antônio Hohlfeldt, o primeiro político eleito pelo PT no Rio Grande do Sul.


A eleição de 2020 é a décima desde o processo de redemocratização, 38 anos nos separam de 1982, a sociedade mudou muito e a política também. Em 1982 a internet não estava no horizonte e se fazia ‘santinho’ com tipografia, mimeógrafo, e por vezes até manualmente, e as propagandas de rádio e TV eram regidas pela “Lei Falcão”.


Nos nove processos eleitorais vimos crescer o número de partidos, em 1982 tínhamos no país, recém democratizado, PMDB, PDS, PTB, PDT e PT, hoje temos 33 siglas registradas no TSE e outras 79 em processo de registro.


Se em 1982 apenas quatro partidos formaram bancadas, em 2016, a última eleição, 16 partidos elegeram representantes no legislativo porto-alegrense. Essa pulverização de bancadas também interferiu no tamanho delas, pois, até 2000 foi possível ver bancadas com 10 ou mais vereadores, já em 2016 a maior bancada foi a do PMDB com cinco vereadores.

Na análise histórica pode se destacar a bancada do PT que era de apenas 1 vereador em 1982, chegou ao ápice elegendo 14 vereadores em 1996, e foi decrescendo até chegar em quatro vereadores na última eleição. O PDT também foi um dos maiores partidos da câmara por quase duas décadas e na última eleição elegeu apenas três vereadores.


O PMDB e o PDS, atual Progressistas, herdeiros dos dois únicos partidos com permissão para existir durante a ditadura militar, MDB e Arena, elegeram boas bancada em 1982, respectivamente 11 e 10 vereadores, mas a partir de 1988 viram esses números caírem pela metade, e desde lá a maior bancada que o PMDB elegeu foi de seis vereadores em 2008 e o PP nunca elegeu mais de quatro vereadores.

Os partidos REDE, PROS, NOVO e Solidariedade não aparecem nos gráficos, pois elegeram bancadas pela primeira vez em 2016, portanto, ainda não é possível fazer uma comparação.

Atualmente, após a janela que permitiu a troca de partidos, em março deste ano, houve um reagrupamento das bancadas, e atualmente 15 partidos têm representação, sendo que Rede e Pros que elegeram um vereador cada, agora não possuem representação, e o PSL que não elegeu nenhum representante, agora tem um.


2020 apresenta uma grande prova de fogo para os partidos, que terão um desafio de formar suas bancadas sem contar com o apoio da coligação, terão que conquistar, sozinhos, os votos para se fazerem representar na Câmara de Vereadores de Porto Alegre. Neste contexto, a pergunta que fica é: Quantas bancadas serão eleitas em 2020 em Porto Alegre?


Glasnost publicará, uma série de análises das nominatas dos partidos para a câmara de Porto Alegre nas eleições de 2020. Acompanhe!!!

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

© 2020 by Serginho Neglia.

criado com Wix.com